sexta-feira, 24 de setembro de 2021

O campo é o teu templo

Jon Joanis

O campo é o teu templo

 

Acordar cedo, fixar-se em tarefas múltiplas

Esterco e higiene e suor misturam-se

Há ruína e generosidade da Natureza

São fractais

Caminhar descalço num prado

Ou andando vagarosamente pelo campo lavrado

O chilrear e os pássaros procuram as sementes

O agricultor preocupa-se e esculpe espantalhos e redes

A resiliência é dos dois: o agricultor e o campo

O solo belo é o suporte e segredo de melhores culturas

O clima, malvado ou abençoado

Sempre inquieta o agricultor

Vozes anoitecidas

Do lobo e da coruja

O mato, tão vazio de gente

no lugar dos bichos

O campo é o teu templo


Sem comentários: