terça-feira, 4 de abril de 2017

Sobre religião, atentados terroristas e xenofobias crescente no seio da Europa



O Hinduísmo, o Taoismo, o Shintoismo, o Budismo, a religião Egípcia, são de muitos séculos antes de Cristo, tal como as religiôes do Norte da Europa. Maomé é do final do século VII, nada tem a ver com essa data dos "primeiros 50 anos pós Cristo." Os muçulmanos entram na Peninsula em 712. Prossigo com um texto do professor José Gabriel Pereira Bastos: "O Islão tem a mesma divisão estrutural que o Cristianismo, entre Católicos (que correspondem aos Xiitas, com o culto sacrificial e hierarquia ritual = Deus próximo; no caso dos Ismailis, que são Xiitas, o Aga Khan é o representante directo de Deus) e Protestantes (grande divisão em seitas, nenhuma hierarquia vertical, Deus distante ou 'interno', culto da guerra / os do Norte foram os grandes promotores das Cruzadas). Parece tratar-se de uma divisão estrutural / inconsciente entre familialismo (católico, xiita) e individualismo viril (protestante, sunita), que favorece o 'terrorismo' heroico dos sunitas. que procuram 'ir ter com' o seu Deus Distante no 'outro mundo'. Esta partição estrutural, que reforça lá o Islão e cá o Cristianismo é alterada pelas culturas nacionais e locais, não é a mesma coisa na Arábia Saudita, em Marrocos, na Guiné, em Londres ou na Indonésia. "Fundamentalista" é um termo jornalístico. Mas é verdade que os Sunitas têm um enorme sentimento de superioridade em relação aos Xiitas, como os Protestantes têm em relação aos católicos e os Norte-europeus em relação aos europeus mediterrânicos. E retrógrado é um conceito ideológico racista e xenófobo de quem vê o Mundo com binóculos ideológicos, de cima de uma Enciclopédia Ocidental, pedida emprestada à Biblioteca da Academia ou pergunta a um Sunita o que é que ele pensa dos Xiitas.. Anglo-americanos e Sunitas são, nesta tipologia, Individualistas Viris Agressivos (com problemas de virilidade), movidos por Narcisismo Destrutivo (Pulsões de Morte), que adoram os seus Heróis caídos em combate (tipo Marvel) e os mortos que eles conseguiram destruir. Um Ciclo de Filmes sobre a Violência Americana tornaria isso evidente."

Sem comentários: