terça-feira, 30 de outubro de 2012

Suécia importa lixo para a produção de energia

A Suécia começou a importar anualmente 800 mil toneladas de “lixo” de outros países europeus para alimentar a sua indústria de produção de energia a partir de resíduos por meio da incineração. Este sistema de valorização dos resíduos permite responder a 1/5 das necessidades do sistema de aquecimento de prédios de habitação e edifícios comerciais do país nórdico, para além de fornecer electricidade a 250 mil lares.[Naturlink,29-10-2012]
Podemos enviar o governo, a Troika e os arautos da G.Sachs (Carlos Moedas, António Borges, entre outros)?



" A natureza é o único livro que oferece um conteúdo valioso em todas as suas folhas."
 Johann Goethe

À passagem do furacão Sandy
«A negatividade não é absolutamente nada natural. É um poluente psíquico, e há uma profunda ligação entre o envenenamento e a destruição da Natureza e a enorme negatividade que se foi acumulando na psique humana colectiva. Nenhuma outra forma de vida neste planeta conhece a negatividade, apenas seres humanos, e também nenhuma outra forma de vida viola e envenena a Terra que a sustenta. Já alguma vez viu uma flôr infeliz ou algum carvalho com stresse? Conhece algum golfinho deprimido, alguma rã com problema de auto-estima, algum gato que não relaxe, ou algum pássaro que sinta ódio e ressentimento? Os únicos animais que ocasionalmente poderão sentir algo parecido com negatividade ou mostrar sinais de comportamento neurótico são os que vivem em contacto íntimo com os seres humanos e se ligam desse modo á mente humana e à sua insensatez.» ~ Eckhart Tolle 
 Gonçalo Sobral Cid, obrigado pela escrita deste oportuno trecho do livro de Eckhart Tolle - O Poder do Agora (Para além da Felicidade e da Infelicidade há a paz) 

1 comentário:

Alessandra Ribeiro disse...

Empresas sérias e com tecnologias de ponta se preocupam com o crescimento das cidades e oferecem soluções para um desenvolvimento sustentável e produçã de energia para megacidades.

http://www.siemens.com.br/desenvolvimento-sustentado-em-megacidades/smart-grid.html

Alessandra Ribeiro