sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Os Limites do Crescimento ou Relatório de Meadows ou Relatório de Roma



Os Limites do Crescimento, publicado em 1972, foi o resultado do trabalho de investigação realizado por uma equipa do Massachusetts Institute of Technology (MIT) coordenada por Donella Meadows, a pedido do Clube de Roma, uma associação informal de empresários, estadistas e cientistas. Vendeu mais de 30 milhões de cópias em 30 idiomas, tornando-se o livro sobre ambiente mais vendido da história.
O referido Relatório, conhecido por Relatório de Roma, trata essencialmente de problemas cruciais para o futuro desenvolvimento da humanidade tais como: energia, poluição , saneamento, saúde, ambiente, tecnologia , crescimento populacional, entre outros.
Utilizando modelos matemáticos (World3) o MIT chegou à conclusão que o Planeta Terra não suportaria mais o crescimento populacional devido à pressão sobre os recursos naturais e energéticos e o aumento da poluição, mesmo considerando o avanço das tecnologias.
O relatório, que também é usualmente conhecido por Relatório Meadows (em referência a seus dois autores Donnela Meadows e Dennis Meadows, Jørgen Randers e William Behrens) teve duas novas actualizações:

1993. Beyond the Limits. Confronting Global Collapse, Envisioning a Sustainable Future
2004. Limits to Growth. The 30-Year Update (foto da capa, em cima)
Os Limites de Crescimento torna-se assim um relatório muito actual, face à crise global e nacional em que vivemos.

Leituras aconselhadas e mais informações:
Donella Meadows


1 comentário:

Carcará Intrigado disse...

Olá João,
Sabe se existe versão deste relatório em português ou espanhol? Caso positivo, está disponível na internet?
Abraços do Brasil,