domingo, 18 de março de 2018

Nenhum de nós sabe o que existe e o que não existe, por Raul Brandão


"Nenhum de nós sabe o que existe e o que não existe. Vivemos de palavras. Vamos até à cova com palavras. Submetem-nos, subjugam-nos. Pesam toneladas, têm a espessura de montanhas. São as palavras que nos contêm, são as palavras que nos conduzem. Mas há momentos em que cada um redobra de proporções, há momentos em que a vida se me afigura iluminada por outra claridade. Há momentos em que cada um grita: - Eu não vivi! eu não vivi! eu não vivi! - Há momentos em que deparamos com outra figura maior, que nos mete medo. A vida é só isto?" - Raul Brandão in Humus

2 comentários:

Carlos Faria disse...

Um livro de reflexão profunda sobre a vida e a existência e até da natureza que nos evolve.
Um texto magnífico, do melhor que existe redigido na literatura em Português... e não só nesta língua

João Soares disse...

Boa tarde, amigo Carlos Faria.
Concordo plenamente.
Um abraço muito amigo