quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Árvore, Ser Tecnológico


"Pó de pirlimpimpim!", é assim que o professor Antonio Nobre fala dos aromas e perfumes da floresta! Mágica, essa poeira é essencial para a "nucleação de nuvens". Como assim? Nuvens são aglomerados de pequenas gotículas de água em suspensão no ar. Mas para que as gotículas de vapor se agrupem, elas precisam de um elemento que absorve água (higroscópico), uma "semente" para que se inicie a deposição de moléculas de água. Os aromas e perfumes da floresta fazem isso! Volatéis, invadem a atmosfera. Uma vez oxidados pelo sol, eles se precipitam em forma de uma poeira finíssima com afinidade por água e iniciam núcleos de condensação de vapores. Essas nuvens da floresta são amigas: baixas e quentes, volumosas e gentis, que voam para irrigar o solo Brasil adentro.

Sem comentários: