quinta-feira, 21 de julho de 2011

U2 : Like a Song



Há um júbilo no ar que não sinto em mim. Os termos económicos afiguram-se-me estranhos e com tantos anglicismos que rapidamente me apercebo "quem" subjuga quem...citigroup, moby´s e NYC bolsa, entre poucas outras. Portanto quem concede crédito também é responsável pela ética ou falta dela. Pensem nisto.

Não pretendo nada do meu blogue ou do meu facebook ou dos meus tuitos. Desejava um mundo com mais cor, sério, honesto, transparente, vertical, universal, mais simples  e fluído como uma canção - like a song.

Não compreendo também se vale a pena ter o meu nome e património espelhado na Forbes. E questiono muito se é um acto patriótico ou planetário e até ecologicamente sustentável. 

5 comentários:

Armindo Silveira disse...

João soares, compreendo a sua amargura pois eu também estou no combate pela transparência, pela honestidade, por uma mais justa distribuição da riqueza e pela diminuição das desigualdades. Quanto a seu blogue eu de certeza que não sou um exemplo, pois acompanho-o esporádica embora leio quase todos os seus os posts no facebook. Poderia dizer que existem tantas formas de nos ocuparmos, de tentarmos ser úteis, que com muitos amigos ou simples conhecido da NET, acabamos por ser ser injustos mas isso soaria a desculpa. Uma coisa é certa:- Nunca se arrependa do seu contributo para tornar as pessoas mais conscientes da necessidade de preservar o ambiente e, porque não, a sanidade mental de cada um de nós. Um abraço.

João Soares disse...

Caro Armindo, muito obrigado. De vez em quando preciso de ouvir essas palavras mais próximas.
São muitos anos de ambientalismo, parecendo que não desde os meus 13 anos, quando vi o filme Apocalypse Now e na escola me explicaram os danos irreparáveis que causou a construção da barragem de Assuão (Egipto). Depois essa vontade foi crescendo, sem preocupações nenhumas de currículos...nada. Apenas cuidar e estar com a Natureza e levar essa mensagem a muita mais gente. Um abraço

Fada do bosque disse...

É João, poucos fazem ciber-activismo como tu... foste dos amigos que mais me custou deixar quando saí do FB. É tudo tão importante no teu blogue ou mural... de qualquer forma estou por aqui e como sabes penso da mesma forma que tu, embora não sendo tão activa. O estratagema que tenho é de comentar em blogues mais ou menos "clássicos" chamemos-lhes assim, mas que sei terem muitos leitores diários... e como esses leitores têm expressado gostar da informação que transmito, lá vai. Não me sobraria tempo para pesquisar e divulgar se tivesse um blogue.
Como diz o Armindo, nunca te arrependas! Ainda por cima a escolha das músicas com letras de um activismo impecável!... :)
Precisamos de muitos como tu! Notam-se os anos de activismo. :)

Um beijo.

Fada do bosque disse...

Por exemplo, encontrei este filme no ondas3 e pedi a muitos bloggers para divulgarem e assim aconteceu.

João Soares disse...

Olá Helena
O meu activismo continua no mundo real.Não o nego, que já tive altos e baixos.
Só que não DIGO o meu percurso completo para não desmoralizar e desmobilizar ainda mais uma sociedade muito atomizada e "cimentada" em telelixo e crédula em muitos mitos trazidos pela publicidade e desinformação.

Tive também a sorte de conviver com equipas maravilhosas.

Quanto à blogosfera e redes a todas essas pessoas estou imensamente grato.

Um beijinho Helena. Tb tens sido uma presença amiga e actuante.