terça-feira, 12 de junho de 2018

Encontramo-nos agora, onde duas estradas divergem, por Rachel Carson

 Clica na imagem para ampliar
"Encontramo-nos agora, onde duas estradas divergem. Mas, ao contrário das estradas no poema familiar de Robert Frost, elas não são igualmente equiparáveis. A estrada que há muito viajamos é enganosamente fácil, uma super-autoestrada suave sobre a qual progredimos com grande velocidade, mas no final disso jaz um desastre. A outra bifurcação da estrada - a menos explorada - oferece a nossa última, a nossa única chance de alcançar um destino que assegure a preservação da terra ".- Rachel Carson,  em "Primavera Silenciosa"

Fonte e tradução Green Anonymous Portugal

Sem comentários: