quarta-feira, 13 de julho de 2022

Documentário: África, OGMs e Bill Gates


A fundação filantrópica criada pelo bilionário americano Bill Gates co-financia discretamente experimentos com organismos geneticamente modificados em vários países africanos. 

Investigação.

Na zona rural de Uganda, uma plantação de milho transgénico, financiada pelo filho bilionário Warren Buffett, a Melinda and Bill Gates Foundation e a Monsanto Corporation, de propriedade da gigante agroquímica Bayer, é mantida a salvo de espectadores por um dispositivo de alta vigilância. Nos últimos anos, cultivos de plantas geneticamente modificadas vêm se desenvolvendo discretamente na África. Limitados ou até proibidos na Europa, segundo o princípio da precaução vigente, eles já representam 3% das áreas cultivadas ali, ou 4 milhões de hectares – ante pouco mais de 60 milhões hoje na América Latina. Em Bobo-Dioulasso, a segunda cidade de Burkina Faso, é por decreto do governo que o consórcio internacional de pesquisa Target Malaria foi autorizado a libertar fêmeas de mosquitos geneticamente modificados. Para erradicar esses dois flagelos do continente africano que são a fome e a malária, bilionários, na vanguarda dos quais o fundador da Microsoft Bill Gates, aparecem, sob o pretexto de filantropia, entre os grandes financiadores dessas experiências.

Sem controle

Conduzida ao longo de três anos, esta pesquisa revela como a fundação de Bill Gates se tornou o principal financiador de experimentos de engenharia genética realizados na África. Alimentada em parte pelos dividendos de seus investimentos em multinacionais do agronegócio como a Bayer/Monsanto, sua fundação financia pesquisas descontroladas lá, inclusive sobre os genes do milho e da mandioca, bem como a modificação genética de mosquitos. O documentário também destaca o conturbado papel desempenhado pela Europa. Oficialmente intransigente em relação aos transgénicos, por causa dos riscos potenciais para a saúde e o meio ambiente, a UE, no entanto, abunda nos fundos privados criados pelo bilionário americano para desenvolver na África o que proíbe em seu território.

África, OGMs e Bill Gates
Documentário de Jean-Baptiste Renaud (França, 2021, 53mn)
Disponível até 19/10/2022

Sem comentários: