sábado, 14 de agosto de 2021

Taxa extraordinária sobre bilionários permitiria vacinar todos os adultos no planeta



Uma taxa de 99% estritamente sobre a riqueza acumulada pelos 2.690 bilionários de todo o mundo seria o suficiente para garantir a vacinação de todos os adultos do planeta, e ainda garantir o pagamento de 20 mil dólares para cada trabalhador atualmente desempregado, concluiu a Oxfam.

Ainda assim, a taxa permitiria que os bilionários ficassem com mais 55 mil milhões de dólares do que antes da pandemia.

Durante a primeira grande guerra mundial, os Estados Unidos da América subiram os impostos dos rendimentos nos escalões mais elevados para 67%. Na segunda grande guerra mundial, Franklin Roosevelt tentou limitar rendimentos individuais nos 25 mil dólares. Em dezembro de 2020, a Argentina introduziu uma taxa extraordinária para pessoas com mais de 200 milhões de pesos argentinos, cerca de €2,1 milhões, resultando numa receita de 2 mil milhões de euros.

Segundo a Forbes, os bilionários aumentaram a sua riqueza em 5,5 biliões de dólares entre março de 2020 e 31 de julho de 2021. Esta acumulação exponencial de riqueza não tem paralelo, sendo equivalente à mesma riqueza acumulada por bilionários nos 15 anos anteriores à pandemia.

A administração de cada vacina a um adulto está calculada em 7 dólares (€6), resultando num custo total de 70 mil milhões de dólares para vacinar os 5 mil milhões de adultos no planeta.

Os proveitos desta taxa extraordinária permitiriam ainda pagar 20 mil dólares a cada trabalhador desempregado. A Organização Mundial do Trabalho calculou que haverá 220 milhões de desempregados em todo o mundo.

Atualmente, 30,7% da população mundial está vacinada, mas apenas 1,2% da população em países em desenvolvimento receberam a primeira dose. O Fundo Monetário Internacional e a Organização Mundial do Comércio alertaram já para a difícil recuperação económica caso a distribuição da vacina não seja facilitada.

Sem comentários: