quarta-feira, 14 de abril de 2021

Banir a comercialização de Glifosato em Portugal

Para: Exmo Sr Presidente da República, Exmo Sr. Primeiro Ministro e Exmo Sr. Presidente da Assembleia da República

O glifosato foi considerado um produto com efeitos cancerígenos em quem lida direta ou indiretamente com ele pelo IARC 
Responsável por Linfoma não Hodgkin 
Para além de contaminar os alimentos onde é aplicado, os seus efeitos espalham-se pelos lençóis freáticos, rios e consequente mar.
O impacto ao nível da vida marinha e do fitoplâncton é suficiente para criar concentrações de fosforo e aniquilar toda a vida marinha nas costas marítimas.
O glifosato é responsável por afectar inúmeros insectos e aniquilar abelhas das quais nós humanos dependemos para a polinização 
Todos os anos são despejados no solo entre 2 a 3 toneladas de Glifosato só em Portugal.
Inúmeros países na Europa à revelia da decisão da UE de manter o Glifosato comercializável na Europa já decidiram iniciar limitações ao uso nos seus territórios. França, Itália, Áustria, Bélgica, Holanda, Dinamarca, República Checa, Luxemburgo, bem como outros países no mundo e inúmeros estados nos Estados Unidos. Portugal deve banir a comercialização e proibir o uso de todos os produtos com Glifosato na sua composição.

Sem comentários: