sábado, 18 de maio de 2013

~Né Ladeiras~ Ao longo de um claro rio de água doce

E pareciam campinas
vales tão estendidos
pareciam mesmo os teus braços
que me abraçam cingidos
ou seria das silvas
do gengibre do benjoim
do cheiro daquela chuva
dos cacimbos enfim
porque haveria de ter
saudades tuas
ao longo de um claro riode água doce

Sem comentários: