segunda-feira, 26 de maio de 2008

Terra Alerta - Reportagem Bicicletas na Cidade de Lisboa


Sobre o Terra Alerta
Terra Alerta é um espaço de reportagem televisiva que conta, a partir de agora, com um sítio onde se podem ler os artigos e visionar os vídeos. Este blog mantém-se, mas passa a ter notas mais pessoais. No Ano Internacional do Planeta Terra, continuamos a alertar para as ameaças e oportunidades da chamada crise global do ambiente, com os pés assentes na realidade portuguesa. [Ler mais no blogue Terra Alerta]

Sobre o Investigador
P. Guerra dos Santos tem um blogue 100 dias de bicicleta na cidade de Lisboa onde pode comentar e ver a evolução da sua excelente iniciativa.

Sobre o aumento dos preços dos combustíveis
Os governos fazem bem em manter os impostos. Vivemos 30 anos de correcções de riscos na compra / venda do ouro negro. Um terço dos gastos é destinado aos transportes e foi feita uma política de almofada consumista em apoios à compra do automóvel em detrimento dos transportes públicos.

Em Portugal,
além da crise energética temos a crise financeira, que catapultou o preço final ao consumidor.O Governo deve sim ouvir e sentar-se à mesa com os diversos actores sociais e a meu ver o caminho será na aposta concreta de soluções inovadoras, mais limpas, dando espaço de crescimento do mercado aos meios de transportes independentes do petróleo.

Entretanto o comportamento individual deve mesmo mudar e apostar-se mais na conservação da energia e
criar espaços nas cidades que rompa com o status quo do automóvel. As alternativas de mobilidade são muitas e há muito tempo reclamadas: ciclovias, transportes públicos mais amigos do ambiente, incentivo ao comércio local e empregos mais próximo da residência (ou vice-versa).

Um conjunto de medidas mais saudáveis (menos emissões, menos ruído, menos stress), maior segurança rodoviária ( e daí menos gastos na saúde e trabalho...) e, sem dúvida, mais sustentáveis.

Sobre esta matéria, relembro uma postagem muito oportuna no Bioterra de 2006, O fim dos subúrbios (The End of Suburbia).


Sem comentários: